Clear Icon
Search Icon
Clear Icon
Search Icon
Clear Icon
Specialized Icon
  • Bicicletas
  • Componentes
  • Equipamento
  • Acessórios
  • Outlet
  • A Specialized
  • Suporte
  • Specialized Icon
    A Specialized
    Arrow Back Icon

    Criar Uma Bicicleta De Competição Sem Compromissos

    Innovate or Die

    Um dos principais princípios da inovação é a capacidade de identificar problemas e, em seguida, usar tudo ao teu alcance para resolvê-los. Aqui na Specialized, a filosofia “Innovate or Die” influencia quase tudo, portanto é preciso dizer que a cada novo projeto, estamos focados nessa ideia desde o primeiro dia. De facto, muitas vezes antes do primeiro dia…

    "“O caminho da inovação é uma experiência gradual, se não procurares os detalhes durante o caminho, não os vais encontrar. É por isso que imediatamente começámos a desenhar a Tarmac SL7 assim que a SL6 foi lançada.”"

    Ian Milliken – Engenheiro de Design

    Houve algum problema com a SL6? Certamente que não, e por todos os meios de análise permanece no topo de todas as bicicletas disponíveis de hoje. Mas não permitiríamos que isso nos impedisse de tentar impulsionar ainda mais essa evolução, especialmente quando há um movimento a ser ganho ao reduzir o que normalmente era um cenário de duas bicicletas para uma.

    Os ciclistas do World Tour são um grupo inconstante e estão sempre em constante busca de maneiras de melhorar e encontrar todas as vantagens disponíveis. Isso geralmente fornece algumas das informações mais valiosas e, consequentemente, transformando-as no nosso Insigth Engine, que desbloqueia o que vem a seguir. Esta bicicleta é o exemplo perfeito desses pedidos a ganharem vida.

    "“Uma bicicleta que consegue combinar o melhor da Tarmac e o melhor da Venge? Isso é um sonho para todos. Saber que a performance não é comprometida, é o cenário perfeito.”"

    Ricardo Scheidecker - Diretor Técnico e de Desenvolvimento da Deceuninck–Quick-Step

    Combinando os valores aerodinâmicos do CFD e comparando-os com as formas dos tubos e simulações de estruturas da nossa Free Foil Library, fomos capazes de testar virtualmente centenas de designs dos quadros mesmo antes dos primeiros esboços. Onde encontraríamos esse equilíbrio ideal entre peso e aerodinâmica? Quais os tubos que podiam ser ajustados nos sítios certos para nos dar exatamente o que precisávamos? Essas foram as perguntas que fizemos.

    A Nova Forma de Velocidade é algo sobre o qual nos ouvem falar com frequência e, em poucas palavras, é uma filosofia que nos ajuda a encontrar ganhos aerodinâmicos da maneira mais eficiente possível. Desde a sua adoção, definiu que todas as bicicletas que fabricamos e impulsionamos a nossa abordagem holística ao processo de criação. Portanto, faria sentido que, quando atualizássemos a bicicleta mais avançada do mercado e no pelotão, essa filosofia tivesse grande influência em nossa maneira de pensar.

    O objetivo? Forçar os limites da tecnologia e criar a primeira bicicleta de competição sem compromissos. Apresentando a Specialized Tarmac SL7 – nunca mais terão os ciclistas de escolher entre aerodinâmica e peso, ou entre qualidade e velocidade de condução. Esta bicicleta faz tudo.

    AERODINÂMICA, BAIXO PESO, e COMPORTAMENTO SUPERIOR

    Baixo Peso

    Com um quadro S-Works com 800g (tamanho 56cm), a nova Tarmac pesa 6,7kg fora da caixa.

    Sem Compromissos

    A nossa busca de performance criou uma bicicleta que desempenha no auge de todas as métricas importantes no dia da prova.

    “Este é o tipo de projeto que os engenheiros amam e odeiam de igual forma: ódio porque todas as prioridades parecem se opor, amor porque são desafios como este que nos permitem projetar até ao limite”, diz Nadia Carrol, Active Engineering. É uma metáfora adequada, porque é nesse ponto qua a SL7 mora, esse ponto é exatamente onde dispara numa curva, ou vai ao limite a sprintar para a linha de chegada. Esse ponto é a competição.

    Vale a pena salientar que todos os anos as provas no circuito profissional ficam mais rápidas e incluem mais subidas. Esta é apenas uma realidade que acompanha o aumento de espectadores. Apresenta uma série única de desafios para os ciclistas cada vez que alinham na linha de partida. Eles optam pela Venge em busca de um conjunto de tubos aerodinâmicos, ou pedalam na Tarmac para uma bicicleta mais leve e com melhor manuseamento, tanto a subir como a descer nas montanhas?

    A equipa que trabalhou na Tarmac SL7 tinha três supercomputadores armazenados na cloud, a funcionar dia e noite. Cada camada de carbono em cada versão do quadro exigia mais de 21 000 cálculos em FEA. O equivalente a milhões de cálculos para cada quadro e para cada revisão de esboço em desenvolvimento. Lembra-te, que uma bicicleta Rider-First Engineered™, todos os tamanhos da Tarmac SL7, 44 a 61cm, recebem o mesmo tratamento.

    Mas esses números contam apenas uma parte da história, diz Nadia Carroll: “Vai muito mais além do que esses simples números – especialmente se extrairmos TODOS os cálculos que são executados nos bastidores no nosso software de simulação e quantas vezes testa. Ou seja, existem ainda mais cálculos nos bastidores, e assim as horas computacionais acumulam. Portanto, pensando nesse tempo, não há hipótese de que eu possa concluir manualmente um dos complexos cálculos inteiros, mesmo se trabalhasse a tempo inteiro durante o projeto Tarmac.”

    Esse nível de obsessão é como tu combinas um trio de características que antes eram desconhecidas – aerodinâmica, baixo peso e comportamento superior.

    É aí que a nova Tarmac entra em jogo.

    “Nenhum ciclista que competir com uma bicicleta que tenha algum tipo de desvantagem no desempenho”, diz Cameron Piper, Gestor de Produto da Tarmac SL7. “Então, esse era o objetivo – projetar uma bicicleta que não só tivesse compromissos, mas ao fazê-lo, eliminasse o aspeto mental de ter que escolher ente duas bicicletas diferentes. Como todos sabemos, competir não se trata apenas de ter o melhor equipamento e forma, mas também há uma vantagem mental significativa, sabendo que todos à tua volta precisam fazer esses compromissos.” Cameron argumenta não apenas pelo tempo que passou no Win Tunnel no início da sua carreira na Specialized, mas também como ciclista de uma equipa profissional da UCI. Por isso, podemos dizer que ele pensou muito onde esta bicicleta o levaria.

    “Na verdade, a questão é: “Por que não podemos ter tudo isso numa única bicicleta?”

    Que a estrada suba, o vento sopre ou estejas alinhado para concluir um sprint, esta bicicleta está pronta para qualquer coisa que a competição exija dela.

    Conhece a Equipa

    É preciso uma equipa de centenas para oferecer uma bicicleta como a nova Tarmac, mas essa equipa é liderada por engenheiros e designers completamente obcecados com inovação.

    Cam Piper

    Gestor de Produto Tarmac SL7

    Ian Milliken

    Engenheiro de Design

    Nadia Carroll

    Engenheira de Compósitos

    Stewart Thompson

    Líder de Produto Road e Gravel

    Harry Chi

    Engenheiro de Produção

    Glenn Bennett

    Engenheiro de Design