Em algumas bicicletas, a suavidade é meramente um conceito. Mas nas novas Ruby e Roubaix é a força que nos levou a conceber este novo design, e o resultado é um comportamento como mais nenhuma bicicleta tem. Vê como o fizemos.

Uma Parceria Nascida da Velocidade

QUEBRANDO MOLDES: A NOSSA PARCERIA COM A MCLAREN

Desde o início do desenvolvimento, fizemos uma parceria com a McLaren Applied Technologies para criar as bicicletas com o desempenho mais suave do planeta. Gostaríamos de dizer que, juntos, quebrámos o molde, mas realmente, o nosso trabalho em conjuntos foi tão revolucionário que é justo dizer que não houve molde para quebrar.












NOT ALL COMPLIANCE IS CREATED EQUAL

FUTURE SHOCK

When it comes to compliance, there are two competing schools of thought. In one corner, there's splay. In the other, there's axial compliance. Essentially, splay is the fore & aft movement of the front axle, relative to the frame, as a result of any bending of the frame and fork. Meanwhile, axial (or vertical compliance) can be characterized as the movement of the handlebars, relative to the front axle, as a result of fork, frame, and stem compliance.


The Future Shock features up to 20mm of travel, and it's positioned above the head tube in order to move in a vertical path. So when the front wheel encounters rough terrain, the bike moves up towards your hands and preserves your forward momentum without slowing you down. Since the Future Shock is positioned above the head tube, the wheelbase isn't changing throughout the suspension's travel, so you get the added benefit of extremely predictable handling.

Os Quadros de Estrada Mais Leves que Já Fizemos

smootherIsFasterPhoto86

Apesar de termos alcançado aumentos consideráveis tanto em conforto como em velocidade estávamos longe de estar satisfeitos. Foi por isso que também nos propusemos a criar os quadros de estrada mais leves que já fizemos, e após anos de testes e protótipos, podemos dizer "missão cumprida". O mais impressionante, no entanto, é que isto foi conseguido sem sacrificar nada em relação ao conforto nem ao comportamento. Estão preparadas para garantir a mais elevada performance em qualquer tipo de estrada, tanto a subir como a descer.

A Ciência da Suavidade

MAIS SUAVE É MAIS RÁPIDO

Para muitos, "suavidade" é um termo que é substituível com o "conforto", e da mesma forma, tem sido historicamente tratado como uma variável que está no extremo oposto do que é pretendido: uma bicicleta rápida. Com a Ruby e a Roubaix, no entanto, tratámos a suavidade como um componente da velocidade. Foi complicado, mas os nossos testes mostram claramente que "mais suave" é de facto "mais rápido".Com a criação de um quadro com um comportamento vertical mais suave fomos também capazes de aumentar múltiplas facetas de velocidade em todos os pontos de contacto que causam fadiga e nos pontos de potência. Vamos abordá-los individualmente.

Reduzir a fadiga é um fator bastante óbvio que beneficia a velocidade, dado que quanto mais confortável for o ciclista, menos cansado fica, especialmente após um longo dia em estradas irregulares. Em etapas grandes, isso também influencia a potência, mas descobrimos que uma condução mais suave também aumenta a sua capacidade para gerar potência constante. Assim como a suavidade aumenta, enquanto a energia é menos desperdiçada, é mais constante, e a economia de tempo aumenta significativamente.A suavidade é algo que traz tudo isso, e é por isso que podemos dizer com confiança que Mais Suave é Mais Rápido.

O Espigão CG-R e o Drop Clamp

smootherIsFasterPhoto89

A traseira tem um conjunto muito diferente de requisitos de comportamento vertical suave do que a frente. É preciso suavizar o impacto ressonante que vem da roda traseira até ao selim e manter a altura do selim consistente. Para atingir os nossos objetivos de desempenho, sem dissociação entre a extremidade traseira da bicicleta, combinámos o nosso espigão CG-R com o novo aperto Drop Clamp que garante 20 graus de arco para trás.

Uma Bicicleta à Tua Medida

RIDER-FIRST ENGINEERED™

A filosofia Rider-First Engineered™ é inspirada diretamente pelo nosso relacionamento com a McLaren, o que significa que se centra fortemente na conceção orientada por dados. Afinal, para compreender a realidade de um problema, são precisos dados, e isso resulta de centenas de horas de testes. Claro, a pergunta a ser feita: Para quê tantos testes?

Ao longo dos anos, os nossos engenheiros descobriram que os ciclistas experimentavam em quadros pequenos características inversas aos quadros maiores, e maiores vice-versa. Por exemplo, um quadro mais pequeno poderia ser mais rígido nas secções planas, mas curvava pior. Para corrigir estas características foram necessários instrumentos sofisticados para quantificar as forças a que o quadro é sujeito. Em testes reais, medimos as forças de reação da forqueta, avanço, selim e vários pontos no quadro. Graças a essa enorme quantidade de dados, os nossos engenheiros foram capazes de criar a solução.Para equilibrar a performance, definiram para cada tamanho de quadro diferentes objetivos de performance. Isto significa que cada tamanho de quadro tem tubos e layup de carbono diferentes. O resultado? Um equilíbrio perfeito de rigidez, peso e comportamento homogéneo em todos os tamanhos de quadro.


REVIEWS

It's been tested by the cream of the road cycling press, and now, you can read all of their reviews, all from one centralized place.