Se queres ser rápido, tipo rápido em qualquer lado, esta é a bicicleta. Esta é a bicicleta que é feita para enfrentar tudo, de Grandes Voltas aos Granfondos locais, e com um redesenho completo, uma grande dose de mestria aero, e claro, travões de disco, a nossa “mais completa bicicleta de corrida” é, bem, ainda mais completa.

Uma Bicicleta que te põe em Primeiro

Rider-First Engineered™

Sete tamanhos diferentes com a mesma afinação. A única maneira de fazer isto é obcecar acerca de cada camada de carbono e orientação. Não é o tipo de trabalho glamoroso que nos garante capas de revista. Não. São cientistas a escrutinar cada milímetro e forma, a ter acesas discussões acerca de parâmetros de rigidez e comportamento em estrada como se estivessem na ONU, mas nunca dirias tal coisa ao andar na Tarmac. Só sentirás que estás a andar na bicicleta perfeita.

Mais Ninguém Teria Este Trabalho

Nós examinamos literalmente cada camada de carbono, em cada tamanho de quadro que fazemos, para nos assegurarmos que todos os nossos objetivos são alcançados no produto final. O processo é absurdamente detalhado, porque o que funciona para um tamanho 49 não funciona para um 61. Por isso, para termos a certeza que tens a montada perfeita, cada quadro recebe uma orientação de carbono única com arranjos de camadas diferentes, quantidades de material em áreas específicas, e algumas vezes, espessuras e tipos de carbono exclusivos.

Em baixo, poderás encontrar alguns destes locais, onde esta magia negra é aplicada: 

Aero é Tudo

40 Quilómetros, 45 Segundos mais Rápida

Aero é Tudo

40 Quilómetros, 45 Segundos mais Rápida

A aerodinâmica é a parte mais importante que podemos trabalhar para te tornar mais veloz, e gastámos meio ano a adicionar aerodinâmica onde podíamos. Se descobríamos que mais aerodinâmica significava menos daquele comportamento dourado da Tarmac, cortávamos. Agora, podes ficar com o melhor de ambos os mundos – a Tarmac que sempre quisemos construir, que acaba por ser tão aerodinâmica quanto a primeira Venge.

Teoria Aero

O desenvolvimento aerodinâmico da Tarmac durou mais de seis meses, num processo repetitivo, mas o conhecimento acumulado em mais de seis anos, juntamente com os dados de incontáveis projetos aero, testes no mundo real e estudos de dinâmica de fluidos computacionais, foram todos chamados para o desenvolvimento da Tarmac. No final, três áreas foram descobertas onde podíamos adicionar aerodinâmica de graça – uma nova forma de forqueta, escoras superiores rebaixadas com tubos aero, e um espigão de selim em forma de D. O resultado? Uma bicicleta que é aproximadamente 45 segundos mais rápida em 40 quilómetros quando comparada a outras bicicletas ultraleves, na mesma categoria de peso.
Que Forqueta Tão Escorregadia
A forqueta é a primeira peça do quadro a abraçar o vento – nós garantimos que é escorregadia. Isto significa ter que fazer lâminas da forqueta afinadas aerodinamicamente em três tamanhos diferentes, com cada uma a ser individualmente afinada com um perfil aero truncado. Por isso sim, irás notar tamanhos diferentes a olho nu, mas todos eles minimizam o perfil frontal o máximo possível, especialmente quando tomamos em consideração a menor altura da coroa.
O Tubo Diagonal
Se estivermos a falar de resposta, existe uma forte probabilidade de estarmos a discutir tubos diagonais. São, afinal de contas, um dos principais responsáveis pelo comportamento preciso da Tarmac, mas a dança entre a otimização aerodinâmica e o comportamento é delicada – mas uma que se pode aprender. Olha bem e irás notar que criámos uma longa transição da zona anterior do tubo diagonal, para uma zona relativamente achatada na zona posterior. Esta forma corta o vento enquanto escuda os bidões do fluxo de ar, por isso obténs enormes benefícios aero sem sacrificar nada em termos de comportamento ou rigidez.
Nem Todos os Tubos são Criados de Maneira Igual
Tu não sacrificas o conforto, nós não sacrificamos o aero. Agora, este é o tipo de impasse que gostamos. Sorte a nossa, ambos ganhamos neste departamento com o novo espigão de selim de perfil aero truncado em forma de D. Este novo design tem uma melhor performance aerodinamica e é excelente. Existe alguma flexão a trabalhar, com uma disposição de carbono progressiva que se torna mais firme à medida que descemos no tubo. Isto significa que vais sentir flexão e força exatamente nos locais onde são precisos, por isso ganhas uma mistura de suavidade e aerodinâmica que previamente era impossível.
Vamos Deixa-los Cair
Só porque estamos no negócio de nos esconder do vento, não significa que sejamos cobardes. Significa que somos inteligentes. Aprendemos há anos com a Shiv TT que escoras superiores descaídas escondem o tubo do vento sem qualquer custo em termos de rigidez, complacência ou resposta. Desde então, temos vindo a fazê-lo em todas as bicicletas de estrada que produzimos, e agora tu podes encontrar isso mesmo na Tarmac. No negócio, chamamos a isto uma ideia genial.

Aero Ainda é Tudo

Aero Ainda é Tudo

Se o nosso nome não fosse Specialized, estaríamos confortáveis em deixar ficar apenas a Tarmac como a nossa única oferta aero. Ainda bem que os nossos engenheiros têm café grátis.

article-image

Toda a Potência de Travagem

Travões de Disco

Opções – queremos que as tenhas. Por isso fizemos a Tarmac de travões de ferradura e de disco. Não interessa a tua preferência, temos-te coberto. E melhor ainda, as duas versões estão equiparadas em termos de performance aero, velocidade e comportamento, por isso a tua escolha fica apenas ao critério do que tu gostas e não do que estás disposto a sacrificar.

Independentemente do teu nível técnico ou experiência na bicicleta, não existe melhor forma de melhorar o teu treino e performance em competição do que a usar um medidor de potência. Sorte para ti, nós combinámos os nossos incrivelmente leves e rígidos cranques em carbono S-Works com medição bilateral de potência. É o mais leve (440g/172.5mm) e mais correto medidor de potência disponível.